Amazon MP3 Clips

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Relato de Um pastor sobre os desastres em Nova Friburgo

Que a graça e a paz de Jesus esteja com todos. Eu estava de férias no Nordeste quando recebemos as primeiras notícias da Região Serrana. Portanto, eu e minha família estamos bem. Como Estava na Bahia, retornando de Natal, de carro, levei quatro dias para chegar em Friburgo.
A primeira sensação que tive quando cheguei foi muito ruim. Não é fácil deixar sua cidade bem e retornar em um clima que lembra uma guerra. Carros de bombeiros, Polícia, Defesa Civil, Forças Armadas, por toda parte. Só de ver carros com adesivos “Ajuda Humanitária” subindo a serra junto comigo, já fiquei abalado.

Infelizmente o que a mídia tem mostrado não corresponde a 10% do que aconteceu. Nossa igreja, assim como várias outras igrejas e entidades , está articulada e dando assistência às vítimas. Montamos equipes para receber, organizar e escoar o que tem chegado até nós. Algumas entidades como Rotary, Polícia Militar , Viva Rio, etc, tem direcionado todas as doações para nosso templo, que, neste momento, tem toneladas de donativos. Somente ontem depois de 23h encaminhamos quatro carretas para outras igrejas para facilitarmos o escoamento de donativos, que não param de chegar.

Estamos com jipeiros, motos, ambulâncias e carros de passeio escoando o que chega para os locais de difícil acesso aonde ainda há pessoas passando fome e sede. A solidariedade do povo brasileiro tem me impressionado. Também estamos com alguns desabrigados em nosso templo. Há vários abrigos pela cidade.

Eu, particularmente, tenho chegado em lugares onde fico impressionado. A mídia tem mostrado muito o centro da cidade, onde cairam dois prédios e as praças e teleférico foram atingidos. Entretanto o pior está em determinados bairros. Estive no Alto do Floresta, onde um loteamento inteiro desceu, deixando aproximadamente 40 casas soterradas; Córrego Dantas está praticamente todo soterrado, só é possível ver parte do telhado de algumas casas, Campo do Coelho, Prainha, Jardim Califórnia e vários outros bairros foram quase que totalmente destruídos.

Fiquei impressionado quando passei pela estrada que nos liga a Teresópolis. Entre o bairro de Duas Pedras e o Hospital São Lucas, que está interditado. A quantidade de pedras do tamanho de automóveis, impressiona. Estou com a lista oficial de óbitos atualizada nas mãos. Embora ainda não esteja sendo divulgado, o numéro de corpos já reconhecidos é de 532 (só em Nova Friburgo). Especialista dizem que chegará pelo menos a 1500, considerando o estado dos locais ainda não alcançados, que podem ser vistos pelos helicópteros.

A tragédia da Região Serrana do Rio já é o maior desastre natural da história do Brasil, e já está sendo colocado entre os 10 maiores do mundo. Já temos alguns óbitos confirmados em nossa igreja. Por enquanto são quatro pessoas (quero crer que seja só). Mas infelizmente estamos sem notícias de vários irmãos que estão em bairros bem atingidos.

Tenho recebido telefonemas e e-mails de vários irmãos querendo saber como ajudar. Pela cidade, creio que devem intensificar as orações, pois a ajuda humanitária – que tem salvo muitas vidas – já tem chegado de forma abundante. Mas se alguém que mora em cidades vizinhas desejar vir nos ajudar, não falta trabalho. Temos muito lugar para dormir no templo. Por nossa igreja talvez haja algo que as pessoas possam tentar fazer. Temos hoje uma folha de pagamento, com missionários que estão no campo, de 9.700,00 por mês. Não estamos preocupados com os pastores e funcionários que trabalham integralmente aqui em Friburgo, considerando que estamos em “terra alcançada” e com nossos familiares por perto.
Mas não sabemos como enviaremos os recursos para nossos missionários. Também não cremos que Deus permitirá que eles tenham que voltar. Todas as nossas igrejas que se mantêm foram atingidas: Itaipava, Sumidouro e Banquete. Considerando que não temos tido reuniões e que a cidade está praticamente parada, obviamente não teremos receita nos próximos meses. Portanto, toda ajuda será bem vinda. Por isso, caso alguém deseje nos ajudar, passo a conta de nossa igreja: Banco Itaú Agência - 0222 C/C - 66766-9 – Igreja Ceifa.

Orem pela cidade e, principalmente pela igreja. Todos estamos em choque. Não é fácil ver carros com gente dentro gritando descendo rio abaixo. É difícil abrir a janela de casa ao acordar e não ver o loteamento que deveria estar a sua frente. É difícil ver corpos jogados em seu quintal, sentir cheiro ruim pela cidade e saber que são corpos em decomposição e que você nem sabe onde está. É traumático ver filhos, parentes, cônjuge e amigos soterrados ou levados pelas correntezas sem poder fazer nada. Esta foi a experiência de muita gente por aqui.

Ontem sai de perto das pessoas e tive uma crise de choro. Meu carro já estava carregado para sair com donativos e nem seria a primeira viagem que eu faria. Mas um simples adesivo colado em meu pára brisas dizendo: “Transito Livre – Defesa Civil” me fez desabar.

Apesar de tudo estamos em paz. Continuamos confiando em Deus. Pois quem nos separará de seu amor?

Me ajudem a divulgar este e-mail para os irmãos e amigos que buscam informações acerca de nós.

Um forte abraço para todos!
Obrigado pelas orações!

Pr. Sérgio Paim
Abatido, mas não destruído. (2 Co. 4:9)

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Jesus nos enviou para colher


Colhendo entre os Samaritanos
João 4:31-38
Introdução
Jesus veio buscar e salvar o perdido, e barreiras sociais, culturais e religiosas ou políticas não podiam impedi-lo de fazer isso.
Era comum os judeus evitarem passar por Samaria, mas Jesus desejava testemunhar para os Samaritanos; povo desprezado pelos judeus.
Era incomum naquela cultura um homem falar com uma mulher desconhecida; agora um judeu conversar com uma samaritana era ainda mais incomum. Jesus inicia seu testemunho entre os samaritanos de uma maneira imprevisível , conversando com uma mulher samaritana.
Até que ponto nos interessamos pela salvação dos perdidos?
Será que estamos evitando o contato com os perdidos.
Temos testemunhado de forma natural o evangelho de Cristo, ou será que o excesso de preparação tem se tornado uma pedra no caminho?
Uma grande motivação para fazer mos missões e evangelismo é o fato de que:
Proposição: Jesus nos enviou para colher.
Jesus nos apresenta algumas garantias para sua afirmação:
Seu maior objetivo era realizar a obra do Pai. V.31-34.
A fome de Jesus era fazer a vontade de Deus.
A sede de Jesus era pretexto de testemunho do evangelho.
Jesus estava decidido à cumprir a missão para a qual foi enviado.
Jesus envolveu homens comuns neste processo missionário.
“A maior necessidade de Cristo era satisfazer a necessidade da humanidade. Qual é a sua maior necessidade?
Os campos estão prontos para a ceifa. V.35-37
Entre a semeadura e a ceifa, era necessário esperar 4 meses; mas a semeadura de Jesus é diferente, é urgente, não há tempo a perder.
É necessário erguer os olhos e perceber o mundo em nossa volta. Há pessoas prontas para ouvir de nós o evangelho da graça.
Nosso galardão ou alegria é o fato de colhermos vidas. Frutos para a eternidade.
Há dois tipos de trabalhadores no campo: aquele que semeia e aquele que colhe. O fruto não existiria sem o trabalho de ambos, e assim todos participam e se alegram com os frutos.
“Existem aqueles que apenas observam o semeador e o ceifeiro trabalhar, e não participam dos frutos. Que isso não seja verdadeiro para nós; que você possa ser ativo na colheita do Senhor”.
Ele nos deu autoridade para ceifar. V.38
Somos representantes de Cristo nesta colheita.
A ceifa é certa porque a semeadura foi feita. Aqui Cristo se refere aos profetas e a sua própria obra.
O trabalho foi iniciado e nós precisamos participar de sua conclusão.
Conclusão
Você crer que a semeadura já foi feita?
Você está colhendo ou observando como os discípulos?
Você duvida que Deus pode e quer te usar na colheita?
A mulher samaritana imediatamente partilhou a sua experiência com outras pessoas. Apesar de sua reputação, muitos aceitaram o convite dela e foram ao encontro de Jesus.
Não deixe que Jesus o surpreenda em suas desculpas! Olhe a sua volta, e você encontrará pessoas prontas para ouvir a Palavra de Deus.
Porque Jesus garante:
> Seu desejo é realizar a obra do Pai através de nós, agora.
> Os campos estão prontos para a ceifa. (colheita)
> Ele nos deu autoridade para ceifar. (colher)

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Convenção Mundial no Umbral!



A Reunião das Trevas

O Chefe dos Espíritos das Trevas convocou uma Convenção Mundial de obsessores. Em seu discurso de abertura, ele disse: "Não podemos impedir os cristãos de irem aos seus templos." "Não podemos impedi-los de ler os livros e conhecerem a verdade." "Nem mesmo podemos impedi-los de formar um relacionamento íntimo com os Espíritos Elevados e Jesus.
“E, uma vez que eles ganham essa conexão com os Espíritos Elevados e Jesus, o nosso poder sobre eles está quebrado.” "Então vamos deixá-los ir para seus Centros Espíritas e suas igrejas, vamos deixá-los com os almoços e jantares que neles organizam, MAS, vamos roubar-lhes o TEMPO que têm, de maneira que não sobre tempo algum para desenvolver um relacionamento elevado". "O que quero que vocês façam é o seguinte"- disse o obsessor-chefe: "Distraia-os a ponto de que não consigam aproximar-se de Jesus e dos espíritos superiores." - Como vamos fazer isto? Gritaram os seus asseclas.
Respondeu-lhes: "Mantenham-nos ocupados nas coisas não essenciais da vida, e inventem inumeráveis assuntos e situações que ocupem as suas mentes." "Tentem-nos a gastarem, gastarem, gastarem, e tomar emprestado, tomar emprestado..."
"Persuadam as suas esposas a irem trabalhar durante longas horas, e os maridos a trabalharem de 6 à 7 dias por semana, durante 10 à 12 horas por dia, a fim de que eles tenham capacidade financeira para manter os seus estilos de vida fúteis e vazios." "Criem situações que os impeçam de passar algum tempo com os filhos."
"À medida que suas famílias forem se fragmentando, muito em breve seus lares já não mais oferecerão um lugar de paz para se refugiarem das pressões do trabalho". "Estimulem suas mentes com tanta intensidade, que eles não possam mais escutar aquela voz suave e tranquila que orienta seus espíritos". "Encham as mesinhas de centro de todos os lugares com revistas e jornais".
"Bombardeiem as suas mentes com noticias, 24 horas por dia". "Invadam os momentos em que estão dirigindo, fazendo-os prestar atenção a cartazes chamativos". "Inundem as caixas de correio deles com papéis totalmente inúteis, catálogos de lojas que oferecem vendas pelo correio, loterias, bolos de apostas, ofertas de produtos gratuitos, serviços, e falsas esperanças".
"Mantenham lindas e delgadas modelos nas revistas e na TV, para que os maridos acreditem que a beleza externa é o que é importante, e eles se tornarão mal satisfeitos com suas próprias esposas"... "Mantenham as esposas demasiadamente cansadas para amarem seus maridos. Se elas não dão a seus maridos o amor que eles necessitam, eles então começarão a procurá-lo em outro lugar e isto, sem dúvida, fragmentará as suas famílias mais rapidamente."
"Dê-lhes Papai Noel, para que esqueçam da necessidade de ensinarem aos seus filhos, o significado real do Natal." "Dê-lhes o Coelho da Páscoa, para que eles não falem sobre a ressurreição de Jesus, e a Sua mensagem sobre o pecado e a morte." "Até mesmo quando estiverem se divertindo, se distraindo, que seja tudo feito com excessos, para que ao voltarem dali estejam exaustos!".
"Mantenha-os de tal modo ocupados que nem pensem em andar ou ficar na natureza, para refletirem na criação de Deus. Ao invés disso, mande-os para Parques de Diversão, acontecimentos esportivos, peças de teatro banais, apresentações artísticas mundanas e à TV entorpecedora. Mantenha-os ocupados, ocupados." "E, quando se reunirem para um encontro, ou uma reunião espiritual, envolva-os em mexericos e conversas sem importância, principalmente fofocas, para que, ao saírem, o façam com as consciências comprometidas".
"Encham as vidas de todos eles
com tantas causas supostamente
importantes a serem defendidas
que não tenham nenhum tempo para buscarem a espiritualidade e Jesus".
Muito em breve, eles estarão buscando, em suas próprias forças, as soluções para seus problemas e causas que defendem, sacrificando sua saúde e suas famílias pelo bem da causa."

-"Isto vai funcionar!! Vai funcionar !!"
Os espíritos trevosos ansiosamente partiram para cumprirem as determinações do chefe, fazendo com que os cristãos, em todo o mundo, ficassem mais ocupados e mais apressados, indo daqui para ali e vice-versa, tendo pouco tempo para Deus e para
suas famílias.
Não tendo nenhum tempo para contar a outros sobre a sublimidade e o poder do Evangelho de Jesus para transformar suas vidas.
Creio que a pergunta é:
Teve o Obsessor-chefe sucesso nas suas maquinações?
Por favor, passe isto adiante, se você não estiver muito OCUPADO!

E-mail enviado por Igor Kapelinsk 03/09/2010

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

"Apóstolo" Estevan Hernandes

Como diz a minha filhinha Gabi...."olha a cara deeele"!

terça-feira, 27 de julho de 2010

Um Cristianismo cujo louvor é antropocêntrico


Renato Vargens
Ultimamente tenho pensado nas canções cantadas em nossas igrejas. Aliais, vale a pena ressaltar que a esmagadora maioria dos denominados cultos evangélicos dedicam muito mais tempo a música do que qualquer outra coisa. Infelizmente os louvores cantados em nossas reuniões são extremamente antropocêntricos, o que nitidamente se percebe em nossos encontros congregacionais. Se fizermos uma análise de nossas liturgias chegaremos a conclusão que boa parte das canções que entoamos são feitas na primeira pessoa do singular, cujas letras prioritariamente reivindicam as bênçãos de Deus.Pois é, numa liturgia preponderantemente hedonista, os evangélicos são extravagantes, querem de volta o que é seu, necessitam de restituição, determinam a prosperidade, tocam no altar, pedem chuva, cantam mantras repetitivos erotizando sua relação com Deus, desejando da parte do Criador, beijos, abraços e colo.
Caro leitor, sem sombra de dúvidas vivemos dias complicadíssimos onde o Todo-poderoso foi transformado em gênio da lâmpada mágica, cuja missão prioritária é promover satisfação aos crentes. Diante disto, precisamos orar ao Senhor pedindo a Ele que nos livre definitivamente desse louvor, filho bastardo da indústria mercantilista gospel, o qual nos tem nos empurrado goela abaixo, conceitos e valores anticristãos cujo objetivo final não é a glória de Deus, mas satisfação dos homens. Da mesma maneira, necessitamos clamar ao Pai pedindo-o que nos liberte do louvor engessado, feito de cabeças baixas e bocas carrancudas, de letras difíceis, de músicas duras, sejam elas importadas ou brasileiras.Por favor, pare, pense e responda: Para onde a igreja está indo? Será que não está caminhando a largos passos a uma nova "constatinização"? Ah que saudade da boa música, ministrada, cantada, com unção, cujo interesse era simplesmente engrandecer o nome de Deus!Pois é, parece que nos últimos anos, a igreja se perdeu no caminho em direção ao trono do Altíssimo, Isto porque, as letras de algumas das suas composições, são empobrecidas teologicamente, simplistas e sem óleo. Além disso, falta oração, busca de Deus, consagração e compromisso com a Palavra.
Definitivamente a coisa está feia! Minha oração é que o Senhor nosso Deus nos reconduza a sala do trono e que lá possamos adorá-lo integralmente entendendo assim, que a glória, o louvor, a soberania pertence exclusivamente a Ele.Soli Deo Gloria.
Renato Vargens escreve para o GenizahLeia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/#ixzz0uuU3BMjq Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Proteja seu HD

Proteja seu HD

Com certeza você gosta de computadores, e deve ter um em casa, ou pelo menos deve ter acesso a um, seja em casa, lan house, trabalho ou na casa de amigos. Uma das maiores preocupações dos usuários é proteger sua máquina de vírus que circulam pela web, inseridos em qualquer tipo de arquivo. Quem envia vírus não é uma pessoa com boas intenções, ela quer se beneficiar prejudicando o outro. Então nós compramos anti vírus para proteger nosso HD ou nosso PC como um todo, mesmo que seja caro fazer isso.

Mas, existe um vírus que circula livremente entre nós, enviado a todo instante por alguém de más intenções, que deseja nos prejudicar, nos destruir, acabar com nossa mente (HD). Esse alguém é Satanás com seus “dardos inflamados” (vírus). Somos tentados a todo instante e parece que não nos preocupamos em nos proteger disso, não investimos em ferramentas que possam nos ajudar contra esses vírus satânicos.

As tentações são os vírus que nos são enviados diariamente pelo inimigo. A tentação não é pecado; mas quando abrimos a porta para ela, os estragos são inevitáveis em nossa vida espiritual.

Por que a maioria dos cristãos são tão abertos as tentações e se entregam tão facilmente? Talvez seja porque há falta de seriedade e compromisso com as verdades bíblicas.

Só seremos aprovados quando impedirmos quês o vírus da tentação e pecado entrem em nossas vidas; para que isso aconteça precisamos de uma ferramenta antivírus recente, atualizada e ativa.

O antivírus do cristão é o Espírito Santo

Gl.5:16,25; Ef.5:18

1.Ele é recente, pois não está preso ao tempo.

2.Ele é atualizado, pois é onisciente.

3.Ele é ativo em nós, ele vive em nós.

Como fazer bom uso desta ferramenta?

1. Mantenha a base de dados atualizada.

(A Palavra de Deus é a Base de dados do Espírito Santo)

2. A Bíblia é a vacina para acabar com qualquer vírus pecaminoso. Sl.119:9.

3. É necessário navegar pelas suas páginas. Gastar tempo diariamente com ela. I Tm.4:8-16; II Tm.2:15.

“A receita de Paulo para Timóteo fugir das paixões da mocidade é o mergulhar na Palavra de Deus ocupando sua mente dela

Pr. Daniel Barros

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Vitória ou Derrota Online?

No mês de março vimos chocados a reportagem de um casal que deixou a filha de três meses em casa morrer de fome, enquanto cuidava de uma criança virtual numa lan-house em Seul, Coréia do Sul . Em agosto de 2005, um jovem coreano já havia sofrido um ataque cardíaco devido à exaustão, após 50 horas ininterruptas à frente de um computador, num cybercafé, playing com jogos de batalha, estilo RPG . Um em cada 10 adultos coreanos está viciado na internet. O Assunto da edição anterior, perigos e vícios que rondam as famílias, nos levou a pesquisar mais profundamente o uso da internet e outras bugigangas eletrônicas que fazem parte da vida das famílias brasileiras. No Brasil, dois em cada dez jovens brasileiros gastam mais de duas horas diárias pendurados nos videogames, colocando o Brasil na dianteira entre os países da América Latina. 72% dos nossos jovens jogam no computador, sendo que 74% dos meninos jogam videogame e quase 45% deles, em rede. O país é, infelizmente, o segundo que mais admite o uso dos jogos pirateados (32%), ficando apenas atrás do Chile (36%).

Evidentemente, o vício na pós-modernidade não se resume apenas a drogas, sexo, cigarro e bebidas alcoólicas. Milhões se viciam na internet. Nesse campo de pesquisa, cientistas britânicos da Universidade de Leeds afirmaram que as pessoas que passam muito tempo plugados na internet têm maior propensão aos sintomas de depressão. A internet causa depressão ou a rede atrai os deprimidos? Bem, o estudo evidencia que internautas desenvolvem uma compulsão, um forte desejo obsessivo, substituindo a interação da vida real por salas de bate-papo e sites de relacionamentos. O excesso de internet pode subtrair a função social normal, causando transtornos psicológicos, como depressão e dependência. Os sites mais acessados pelos viciados em internet, além das páginas ligadas a sexo e jogos, são as salas de bate-papo e sites de relacionamento pessoal, como Facebook, Twitter, Orkut, LinkedIn, Multiply, Ning, Gazzag e sites de namoro.
A internet trouxe consequências enormes para indivíduos e nações no mundo todo. Sob muitos pontos de vista, ela tornou-se o mais poderoso instrumento de comunicação, mesmo em comparação com o telefone, rádio, televisão e outros veículos, esses que ao longo do último século eliminaram gradualmente os obstáculos causados pelo tempo e pelo espaço. Apesar de ser usada de várias formas positivas, sua utilização imprópria pode, contudo causar também um grande prejuízo a humanidade e a dignidade humana.

Um dos dados mais preocupantes: 87% dos jovens internautas afirmam não ter limites para usar a Internet. A pesquisa mostra que 80% dos jovens navegam sem a supervisão educativa de adultos - pais ou professores. Em São Paulo, por exemplo, seis em cada dez jovens navegam em lan houses. Isso coloca o país no primeiro lugar na América Latina dos usuários desacompanhados. O uso da internet é feito sem mediação! 53% tiveram contato com conteúdos agressivos e que consideravam impróprios para sua idade, 38% dos jovens internautas relataram já ter sido vítima de ciberbullying e 10% afirmaram já ter sofrido algum tipo de chantagem on-line.
Entre os pais, o maior receio é de que os filhos sejam vítimas de um adulto mal intencionado (84%), seguido pelo medo de os filhos terem contato com conteúdos impróprios (74%). 53% dos pais nunca sentem que seus filhos estão seguros on-line e 55% deles acham que os filhos ficam horas demais conectadas Apesar disso tudo, a maioria dos pais continua não impondo regras para o uso que os filhos fazem da Internet. A maioria dos jovens (77%) confirma que não possui limite algum no tempo que podem ficar na Internet.

Esquecemos que é responsabilidade dos pais educar e orientar seus filhos, inclusive no mundo virtual. Paulo afirma em Colossenses 4:6 que a palavra deve ser sempre agradável, temperada com sal, para saber como responder a cada pessoa. Além disso, alertou para que não negligenciássemos nem desprezássemos os jovens, pelo contrário, eles devem mostrar-se padrão dos fiéis, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza (1Tm 4.11,12). Na carta aos Efésios, Paulo descreve a sociedade nos seguintes termos: “eles perderam toda a vergonha e se entregaram totalmente aos vícios; não têm nenhum controle e fazem todo tipo de coisas indecentes. Vocês fazem parte do povo de Deus; portanto, qualquer tipo de imoralidade sexual, impureza ou cobiça não pode nem mesmo ser assunto de conversa entre vocês (Ef 4.19 e 5.3).
Sem uma boa comunicação com pais, professores e amigos cristãos, crianças e adolescentes absorvem e adotam com mais facilidade comportamentos de risco, fazendo intensos laços de amizades com amigos virtuais (algo feito por um em cada dois adolescentes brasileiros). Um em cada três internautas brasileiros conversam com desconhecidos online. Os pais precisam ensinar comportamentos éticos e procedimentos seguros aos seus filhos enquanto estiverem online, estabelecendo diretrizes para a utilização que fazem da Internet. Afinal, não existe nenhum substituto tecnológico para o papel dos pais, bem como para o seu envolvimento, supervisão e aconselhamento.
O uso da Internet deve ser orientado ao serviço, ao bem estar, à moralidade e aos valores éticos sociais. A internet deve contribuir na resolução dos problemas humanos, promover o desenvolvimento integral das pessoas e criar um mundo governado pela justiça, paz e o amor. Pais e adultos devem comunicar-se melhor com os jovens, adolescentes e crianças, lembrando-os dos perigos de partilhar informações pessoais, fotos íntimas online ou se encontrarem pessoalmente com pessoas que conhecem na Net. Pensemos muito bem em tudo o que colocamos online antes de publicar uma mensagem num blog ou adicionar comentários e fotos pessoais às webpages. “Não se esqueça que qualquer pessoa pode ver esses conteúdos, ficando disponíveis permanentemente na Internet", aconselha Kim Sanchez, responsável de marketing sênior do grupo Trustworthy Computing da Microsoft. Converse em família sobre essas dicas práticas de segurança para ajudar especialmente seus filhos no uso da internet:

1 - Lembre-se que na Internet você nunca pode ter certeza com quem você está conversando. Infelizmente, muitas pessoas mentem e alguém que se diz ser criança pode na verdade ser um adulto perigoso.
2 - Nunca divulgue informações sobre sua vida: último nome, número de telefone, residência, escola - sem perguntar primeiro para seus pais. Desconfie daqueles que querem saber muito sobre você.
3 – Lembre-se das regras de segurança quando estiver on-line: Os sites da web que você visita determinarão em grande parte sua segurança on-line. Sempre siga as regras de uso da Internet, esteja você em casa, na escola, na biblioteca ou em outros lugares. Elas existem para garantir que você possa se divertir de maneira segura.
4 - Sempre demonstre respeito: trate as pessoas que estão on-line como você gostaria de ser tratado. Nunca envie mensagens de e-mail ofensivas ou desagradáveis. Lembre-se de que qualquer coisa que você escrever ou enviar on-line pode ser reenviado a outras pessoas - até mesmo seus pais ou sua escola! Portanto, não diga nada que você não queira que os outros o ouçam dizer.
5 - Fazer planos para encontrar seus amigos de Internet na vida real normalmente é uma idéia muito ruim - não concorde com isso - porque as pessoas na vida real podem ser muito diferentes do que elas dizem que são pelo computador. Se você decidir encontrá-los, leve seus pais com você e encoraje seu amigo virtual a fazer o mesmo.
6 - Desligue o computador se não se sentir confortável. Se alguém com quem você conversa ou alguma coisa que você vir enquanto estiver on-line o fizer se sentir desconfortável ou com medo, simplesmente feche o navegador e desligue o computador. Se você não fornecer informações suas a ninguém, ele ou ela não poderá ameaçá-lo, e você poderá simplesmente ignorar a pessoa (ou bloqueá-la) no futuro. Sempre avise aos seus pais ou professores se você se sentir com medo ou for ameaçado quando estiver on-line.
7 - Se você receber e-mails suspeitos, arquivos ou fotos de alguém que você não conhece, remova-os para a lata de lixo. Do mesmo modo, evite clicar nos links que lhe pareçam suspeitos.
8 - Nunca distribua suas senhas para outros colegas.
9 - Nunca faça nada que possa custar dinheiro à sua família, como por exemplo, compras online, a não ser que haja algum de seus pais ajudando você a fazer isto.
10 - Antes de conversar com um desconhecido na Internet sobre algum problema pessoal, ou algo que você está sentindo, tente antes falar com um parente compreensivo ou um amigo cristão e deixe-os saberem o que você está sentindo. Eles são um recurso melhor e muito mais confiável que um estranho numa rede de bate papo.
11 - Evite entrar em salas de bate papo (chats) que pareçam provocantes ou gerem muita discussão; não deixa as pessoas online utilizarem-se do truque de fazer você pensar neles como amigos na vida real se você nunca os conheceu pessoalmente.
12 – Faça um pequeno contrato de uso da Internet com seus filhos. Muitas famílias descobriram que criar um tipo de "Termo de Compromisso" com regras para uso da internet em conjunto com seus filhos ajuda-os a terem uma experiência construtiva na Internet e a aceitarem melhor as orientações dos pais. Uma das maneiras é fazer uma reunião em família, onde todos concordem em rascunhar um termo de compromisso entre pais e filhos.
Algumas famílias imprimem o texto e assinam em conjunto com as crianças. Veja um exemplo de “contrato” das crianças na Internet:

1. Eu SEMPRE falarei com meus pais imediatamente se alguma coisa estiver confusa ou parecer assustador ou ameaçador.
2. Eu NUNCA darei meu nome completo, endereço, número do telefone, nome de minha escola ou sua localização, horário, senha, ou qualquer informação de identificação quando eu estiver online. Eu sempre consultarei um adulto antes no caso de fazer alguma exceção.
3. Eu NUNCA terei um encontro com alguém que eu só conheço pela Internet. Em casos raros, antes perguntarei aos meus pais o que eles acham, e se eu decidir conhecer um colega da internet, eu terei certeza de encontrá-lo em um lugar público e que um pai ou um guardião estará comigo.
4. Eu NUNCA responderei qualquer mensagem que use palavrões ou palavras que me pareçam assustadoras, ameaçadoras ou estranhas. Se eu receber esse tipo de mensagem, eu a imprimirei e mostrarei para meus pais ou professores. Se eu for incomodado em uma sala de bate papo, eu usarei o botão "ignore" ou sairei dessa sala de bate papo.
5. Eu NUNCA irei para um website que custe dinheiro, ou farei compras via internet, sem primeiro pedir permissão aos meus pais ou professores.
6. Eu NUNCA enviarei uma foto pela Internet ou pelo correio normal para ninguém sem a permissão de meus pais.
7. Eu NUNCA enviarei o número do cartão de crédito dos meus pais sem a autorização dos meus pais.

Assinatura da criança __________________________________ Data________

Assinaturas dos pais __________________________________ Data________


Fonte: http://www.rubensmuzio.org